segunda-feira, 27 de abril de 2009

Sobre Paulo, o Veneziano

Em outras encarnações, ele viveu na Lemúria e na Atlântida e encarnou em tempos de grandes mudanças do planeta; esteve encarregado de grandes templos espirituais.
No governo da Atlântida ele serviu como chefe dos assuntos culturais e entendia a avançada tecnologia dos tempos, carregando consigo as sementes dos segredos da beleza e da arte; ele usava a jóia da Atlântida, uma estrela que simbolizava sua conexão com a vastidão do Universo. Foi um portador da Luz e quando a Atlântida submergiu ele conduziu uma tribo para Israel. Foi um artista no império inca e um mestre egípcio da arquitetura esotérica.

Como Mestre, ele é responsável por reviver a criatividade da humanidade; transmite formas de beleza e música aos códigos de cristal para a humanidade receptiva.
Ele irradia ondas de som e através de seu trabalho virão muitos sons de cura, que ajudarão a restaurar a harmonia do ser. Ele trabalha com Saint Germain, com a Chama Violeta, para trazer inspiração e purificação através da pintura.
Trabalha com o Arcanjo Chamuel para abrir os corações de todos através da pintura, música e da maravilhosa criatividade que está ocorrendo através da cor.

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Divina Escada


Escada Divina

A Divina EscadaCada mortal que sobre a Terra surgir, receberá de Deus uma escada para subir; e esta escada cada um há de galgar, degrau por degrau. Desde o mais baixo lugar.
Vai percorrê-la, passo a passo : desde o início ao Centro do Espaço, ao seu próprio Princípio.


Numa era passada, mas que hoje perdura, escolhi e moldei minha escada; tu escolheste a tua. Quer seja de Luz ou seja obscura, por nós mesmos foi ela escolhida : Uma escada de ódio ou uma de Amor. Seja ela oscilante ou firmada com vigor.


Quer feita em palha ou formada em ouro rei, cada uma obedece a uma justa Lei. E a deixaremos quando o tempo esgotado; dela toma-se posse ao ser de novo convocado. Por vigias, em frente a um portão cintilante, ela é guardada para cada alma passante.


Mesmo sendo a minha estreita e a tua alargada, sozinho chego a Deus por minha própria escada. A de ninguém posso pedir, nem a minha emprestar; com o esforço em subir na sua, cada um tem de arcar. Se, em cada degrau que escalares, só barreiras e tormentas encontrares;


Se pisar sobre ferro carcomido e madeira bichada, a ti cabe transformar tudo isto para, seguro, galgares tua escada. Reforçá-la e tê-la sempre reconstruída. É a tua tarefa árdua, mesmo que longa seja a tua vida.


Chegando ao fim da Escada, já terás cruzado a ponte. Que te dará todos os tesouros da Terra, e do Espírito Divino, a fonte.Tudo o que de outra forma se possa obter, será ilusão apenas. Não pode permanecer.


Em revoltas inúteis não faremos o tempo fugir.
Subir, cair, reconstruir; cair, subir, reconstruir,
Cumpramos isto, até que nossa carreira humana nos leve a toda a Verdade,
Até que juntos, homem e Deus, sejamos UMA só Divindade.


Paolo Veronesi / Paulo Veneziano / Maha Chohan

sábado, 18 de abril de 2009

Namo Kwan shi Yin pusa , Om mani Padme Hum

Dois mantras muito especiais ...!!!!

http://www.youtube.com/watch?v=az5ATyBZCj0


http://www.youtube.com/watch?v=4noQ0MD1_8s

A pronúncia do mantra de Kwan Yin no Tibet é um pouquinho diferente :

Padme ..... Pemê

sexta-feira, 10 de abril de 2009

quarta-feira, 8 de abril de 2009

Chama Trina


Ha han ...
Pensou que ia levar um mes prá eu escrever mais alguma coisa aqui né..., mas não quero escrever, quero só mostrar ... veja :


A CHAMA TRINA.

Azul - o Poder,

Dourado - a Sabedoria e

Rosa - o Amor !

Também é a expressão do Pai, Filho e Espírito Santo.

Todos nós temos de desenvolver essas 3 qualidades para atuar e manifestar criando o equilíbrio e a iluminação.

Mas..., olha lá atrás aquela foto do monte Pico nos Açores, aquela do redemoinho.

Percebe com que o redemoinho se parece ?.

Como disse, grandes acontecimentos aconteciam na Atlântida no alto dos elevados e dos picos.

A subida para esses lugares era as vezes demorada e feita em alguns dias, onde podia-se dormir em certos patamares como se fossem escadas para se chegar ao alto.

Em cada um desses "degraus" faziam-se preparações de toda natureza mística para o grande momento que aconteceria no cume

Bom, é isso aí...

terça-feira, 7 de abril de 2009

Amigos,
Tenho tido pouco tempo prá me dedicar a esses 2 blogs.
Mas isso não significa que vou abandoná-los.
Tem momentos em nossas vidas que parece tudo acontecer ao mesmo tempo, é exatamente o que está acontecendo comigo esses dias.
Um monte de coisas.
Mas a alegria está sempre presente, nessa última noite acordei as 4 horas e não consegui dormir mais, estive pensando em detalhes do Curso que vai acontecer daqui a alguns dias.

Minha doce Kwan Yin mexe muito comigo, me emociona demais.

Cheguei um dia a pensar que é uma grande pretensão minha colocar o nome de nossa Mestra em um site ou blog.

Sabe... há algum tempo atrás nem imaginava que pudesse existir uma Mestra Ascencionada que regesse o Amor incondicional, a Misericórdia, o Perdão e a Compaixão.
Quando fiz o reiki tibetano tive o primeiro contato com Avalokitesvara, o lado masculino de Kwan Yin e fiquei profundamente impressionado pela atitude desse Ser de Luz, mesmo em condições de partir para dimensões superiores preferiu permanecer no Samsara até que todos adquirissem o direito de ascencionar.
Essa atitude me emociona profundamente, não existe prova maior de Amor aos Seres Vivos.

O Magnified Healing entrou em minha vida quase por acaso, mas aos poucos foi me envolvendo, percebi que estava realmente mudando internamente, como se solidificasse bons pensamentos do passado distante.

Acho que tudo que passei até hoje nessa vida, todos os sapos que engoli, todas as pedras que tropecei e saltei aconteceram porque tinha de chegar nesse momento.

Tá bom, cada parágrafo desses aí em cima poderia contar outras estórias, mas é o bastante por enquanto.

Ahhh ...rsss, me perguntaram .... Afinal com o que parece aquele redemoinho de vento em cima do monte Pico nos Açores numa postagem mais abaixo, eu prometi de contar né ...
Pois é, conto da próxima vez, tá ?